Certificação de Cabines de Segurança Biológica - CSB e Fluxo Laminar. Conheça suas particularidades.

cabine de segurança biológica – CSB é um equipamento de laboratório projetado para criar áreas de trabalho com agentes de risco biológico, garantindo a segurança do operador, do produto e do ambiente.

Já a capela de fluxo laminar é um equipamento de laboratório projetado para criar áreas de trabalho estéreis para a manipulação de materiais biológicos ou estéreis que não possam sofrer contaminação do meio ambiente, garantindo a segurança da manipulação.

O serviço de certificação de cabines de segurança biológica e fluxo laminar é um processo de extrema importância e deve ocorrer anualmente, ou em caso de acidente que possa ter havido algum tipo de danificação ao filtro (furo com pipeta, exposição a líquidos, etc.).

Devem sempre ser realizadas por empresas e técnicos capacitados, ser realizado um procedimento de descontaminação antes da intervenção (Peroxido de Hidrogênio ou Formol) e correta utilização de Epi’s. A Biosafe conta com expertise para isso.

A certificação de cabines de segurança biológica – CSB e fluxo laminar é um procedimento relevante para a garantia de segurança dos usuários e suas amostras, assim como para a qualidade do resultado do seu diagnóstico.

A certificação deverá ser realizado de acordo com a legislação vigente, sendo elas NSF-49 para as cabines de segurança biológica – CSB e ABNT –NBR 15.767 e ISO 14.644-1.

 Os principais ensaios realizados no processo de certificação conforme a NSF49 são:

Downflow: Velocidade e volume do fluxo de ar no insuflamento;

Inflow: Velocidade e volume do fluxo de ar na exaustão;

Contagem de Partículas: Determina o nível de pureza e sua classificação ISO;

– Teste de integridade e estanqueidade (PAO): Verifica se existem vazamentos no filtro hepa e na instalação e fugas na estrutura do equipamento. 

Para saber mais sobre o assunto, entre em contato com a Biosafe.