Biotérios são locais onde há experimentos científicos com animais, como camundongos, coelhos, rãs e insetos. Estes são conservados em comportas específicas dentro de tais locais.

Assim como laboratórios, clínicas e ambientes hospitalares, biotérios também são conhecidos por comportar altos riscos de contaminações humanas. Os riscos biológicos em biotérios surgem por meio de agentes infecciosos naturais aos animais, capazes de propiciar o aparecimento de inúmeras doenças aos seres humanos. De pequenas alergias até mesmo à sérias infecções, as complicações causadas por experimentação animal são advindas da ausência de medidas de biossegurança preventivas.

A biossegurança em biotérios de produção ou biotérios de experimento engloba a aplicação de sistemas específicos de filtragem, assim como a automação de sistemas e ambientes, e a instalação de tratamento de efluentes voltada para biotérios.

Exigida por lei, medidas preventivas de biossegurança em biotérios são, acima de tudo, uma ação cidadã e social, uma vez que previnem a possibilidade de contaminações em massa e o surgimento de epidemias que poderiam prejudicar toda a população.

Saiba mais aqui: http://biosafebrasil.com.br/biosseguranca-bioterios-sp.php